Páginas

27 de out de 2013


Quando penso em festa logo penso em primavera, quando penso em primavera logo penso em flores, quando penso em flores logo penso em nós (Canteiro de Notas), quando penso em nós logo penso na relação sólida e essencial que cultivamos, adubamos e colhemos ao longo desses anos. Quando penso nessa ariosa relação logo penso em como sentimos veemente um carinho tão etéreo e penso nos elos coadunados estabelecidos em cada verbo, onomatopeia, figuras de linguagem, adjetivos e etc. Na forma divertida, oriunda e sincera de apoiarmos umas as outras. Sendo breve, quando penso nesse conjunto de cousas, penso em você, porque você é flor, festa, amizade. É mulher, menina, menina-mulher. É minha, nossa e de ninguém. Te desejo um milhão de primaveras e que consiga encontrar detalhes particulares em cada uma. Faça ornamentos florais e enfeite os cabelos, use a saia rendada mais bonita do guarda-roupa e rodopie ao som de Chico, Gil, Caetano, Ramalho, Raul, Clara, Cartola, Bezerra e tantos outros, apenas rodopie lançando beleza e amor aos amigos.  Um beijo-flor

Well, if you want to sing out, sing out
And if you want be free, be free
'Cause there's a million things to be
You know that there are!
(...)
You can do what you want
The opportunity's on
And if you find a new way
You can do it today
You can make it all true
And you can make it undo
You see
Its easy
You only need to know!  
                                                            
                                                             - Cat Stevens
Kami.

Nenhum comentário:

Postar um comentário